VOTO CONSCIENTE REALMENTE EXISTE?

julho 20, 2012 por · Deixar uma resposta 

por Hildomir Alves Ferreira

Um princípio fundamental do Direito Eleitoral brasileiro é sem duvida alguma do sufrágio universal que prega a igualdade do voto, como reflexo do ideal republicano. “A soberania popular será exercida pelo sufrágio universal e pelo voto direto e secreto, com valor igual para todos”. Com essa redação a Constituição federal deixa muito claro a importância do voto para toda a sociedade, fica nítido também a não discriminação dos eleitores, porque cada voto terá o mesmo peso numa eleição.

O grande problema não é o valor de cada voto e sim a o pensamento que levou a esse voto. Muito se ouve falar em voto consciente, muitos dizem que o eleitor deve pensar muito e escolher o melhor candidato. Realmente o exercício de pensar em uma pessoa para representar o cidadão e cuidar do patrimônio público é de suma importância. Mas como definir se esse voto é mesmo consciente? A maioria da população não entende para que realmente está elegendo  um candidato.Na ultima eleição para deputado no estado de São Paulo o candidato Tiririca brincava perguntando se os eleitores sabiam o que fazia um Deputado Federal, e continuava dizendo eu também não sei vote em mim que eu conto depois. Uma brincadeira que representa uma verdade incontestável. Por vários motivos a população não tem a menor noção das funções de cada representante eleito. E não é só a população muitos candidatos não têm a menor noção do que irão fazer se eleitos. Em salto de Pirapora não é difícil encontrar candidatos a vereador, e se perguntarmos o que pretendem fazer depois de eleitos ouviremos disparates dos mais variados, já ouvi de um candidato que se eleito iria implantar na nossa cidade pena de morte para crimes hediondos, já ouvi coisas menos tenebrosas de outros postulantes ao legislativo municipal, mas que também não faz parte da função do edill.

Não é difícil ouvir pessoas dizendo aos amigos “ta vendo você votou naquele vereador a culpa e sua, se não fosse por você ele não estaria lá”, não sabendo a pessoa que fez esse comentário que talvez tenha indiretamente votado naquele vereador. Isso porque não entende como funciona o sistema de voto proporcional, que é adotado para as eleições das Casas Legislativas no Brasil, Câmara de Deputados, Assembléias Legislativas e Câmara de Vereadores. No sistema proporcional, o partido ou coligação precisa atingir um número de votos para poder eleger um candidato. Existem casos que o candidato consegue sozinho esse o número exigido de votos, existe alguns casos no sistema proporcional candidatos terem uma votação tão expressiva fazendo quociente para eleger mais candidatos de seu partido ou coligação que obtiveram poucos votos. Assim fica claro porque muitas vezes candidatos que foram pouco votados se elegem e alguns que tiveram uma votação muito expressiva não conseguem seu objetivo. Resumindo no sistema proporcional os candidatos concorrem, apuram-se quantos votos cada partido teve, e são atribuídas cadeiras a esses partidos, proporcionalmente ao número de votos. Caso o chamado quociente eleitoral seja, por exemplo, de 2.000 (dois mil) votos, e o partido obteve 7.999 votos terá direito a três cadeiras. O grande problema no sistema proporcional e ao fato de um candidato pouco votado ser eleito beneficiando-se da votação geral do partido ou coligação, enquanto um candidato que por pouco não obteve sozinho o quociente fica de fora, Pois está em um partido ou legenda que não conseguiu obter votos para lhe ajudar a se eleger. Portanto quando alguém diz que não elegeu determinado candidato é bom pensar um pouco, pois para vereador o voto do seu candidato poderá beneficiar sim aquele que você não gostaria que fosse eleito. Ainda pensando em eleição em Salto de Pirapora só que agora para prefeito não temos grandes problemas no sistema de votação que é o majoritário, não temos segundo turno então e muito simples o candidato que obtiver a maioria dos votos será o novo prefeito.

A grande maioria das pessoas como já mencionado não têm a menor noção das funções do prefeito e vereador e ai mora o perigo, pois, acreditam em muitos absurdos pregados durante a campanha eleitoral. O fato de a maioria dos candidatos também não saberem e outro grande problema. O cidadão deveria ter consciência desde como o partido escolhe seus candidatos passando por como funciona a campanha eleitoral seus acordos políticos. E sem duvida alguma saber as prerrogativas de cada função publica, para ai sim diminuir os riscos de eleger um candidato que não estar bem intencionado.

Não é difícil concluir pelo pouco aqui mostrado que primeiro o voto no sistema proporcional não tem o mesmo valor, a maioria das pessoas não entendem o processo eleitoral e não sabem sobre as funções dos eleitos. Assim fica difícil dizer para alguém não vender seu voto ou ainda tente saber do passado do candidato. Para se falar em voto consciente seria necessário uma boa dose de informação, existem muitas outras coisas para se falar, mas seria muito bom se as pessoas de fato procurassem se informar para que não fosse necessário alguém dizendo o que é certo ou errado como funciona isso ou aquilo. É fácil dizer que poucas pessoas votam conscientes porque não são muitos que buscaram conhecer como realmente funciona a política na pratica, de fato as teorias políticas são de muito proveito, mas infelizmente ficam só no campo das idéias.

Onze90 – Banda de Rock em Salto de Pirapora

julho 20, 2012 por · Deixar uma resposta 

UMA DE CADA VEZ

por Angelo Augusto

Um de nossos amigos estava caminhando ao pôr-do-sol em uma praia deserta. À medida que caminhava, começou a avistar um outro homem à distância. Ao se aproximar do nativo, notou que ele se inclinava, apanhando algo e atirando água. Repetidamente, continuava jogando coisas no mar.

Ao se aproximar ainda mais, nosso amigo notou que o homem estava apanhando estrelas-do-mar que haviam sido levadas para a praia e, uma de cada vez, lançava-as de volta à água.

Nosso amigo ficou intrigado. Aproximou-se do homem e disse:

“Boa tarde, amigo. Estava tentando advinhar o que você está fazendo”.

“Estou devolvendo estas estrelas-do-mar ao oceano. Você sabe, a maré baixa e todas essas estrelas-do-mar foram trazidas para a praia. Se eu não as lançar no mar, elas morreram por falta de oxigênio.

“Entendo” – respondeu meu amigo – ,”mas deve haver milhares de estrelas-do-mar nesta praia. Provalvemente você não será capaz de apanhar todas elas. É que são muitas, simplesmente. Você percebe que provavelmente isso está acontecendo em centenas de praias acima e abaixo da costa? Veja que não fará diferença alguma”!

O nativo sorriu, curvou-se, apanhou outra estrela-do-mar e, ao arremessá-la de volta ao mar, replicou:

“Fez diferença para esta”.

O maior problema nos dias atuais que nos geram uma busca desenfreada, muitas vezes sem sentido e vazia, com um eterna sensação de insatisfação é a LEI DO SER E DO TER que está explícito na cultura moderna e é sempre lembrada pelas MÍDIAS. SER rico, SER Famoso, SER Conhecido, TER Dinheiro, TER Poder, TER Algo que nos dê a sensação de exclusividade. No momento que buscarmos FAZER algo simplesmente por ter de ser FEITO, naturalmente nossas vidas serão preenchidas por um sentimento de realização, principalmente quando FAZEMOS algo de bom nas nossas vidas e aos nossos semelhantes, amigos e desconhecidos. Pense nisso, e FAÇA AGORA.

“Se cada um de nós fizer uma pequena parte, todos teremos feito uma grande obra”.

Siga um dos guitarristas de Onze90 Angelo Augusto no seu blog aqui: http://geaugust.blog.com/





LAZER SIMPLES E PRAZEROSO EM SALTO DE PIRAPORA

julho 6, 2012 por · Deixar uma resposta 

Em Salto de Pirapora não é preciso gastar dinheiro para se ter uma boa diversão com a família. Hoje vivemos tempos em que as crianças não brincam mais na rua, e motivos para não deixar os filhos brincando com amigos na rua os pais tem de sobra, medo da violência, da propagação das drogas, entre outros motivos. Os pais que não querem, e com todo razão, deixar seus filhos brincarem na rua com os amigos podem muito bem juntamente com toda a família se dirigirem aos espaços que temos em Salto de Pirapora. Muitos podem afirmar que aqui não temos espaços de lazer. Logicamente moramos em uma cidade pequena e logo teremos espaços que talvez não sejam os mais sofisticados mais para se distrair com a família são ideais.

Na maioria das cidades as crianças têm uma carência de quintal, parque ou rua, e acabam apenas se distraindo com os meios modernos de diversão, esquecem que podem se divertir de varias outras formas. Cabe assim aos pais sempre que puderem levar a família no calçadão com um espaço para as crianças correm jogarem bola. Uma atividade de custo zero e de satisfação enorme. Na nossa cidade temos diversas praças que tem além de brinquedos para crianças aparelhos de ginástica para os mais velhos e assim pode sim ser um ótimo lugar para que as famílias passem bons momentos juntos. Devemos lembrar que lazer é uma satisfação pessoal ao realizar uma atividade de que gostamos.

O lazer é fundamental para o ser humano as pessoas hoje lembram apenas de atividades como ir ao shopping que teoricamente oferecer tudo o que se necessita: compras, cinema, parque, restaurante e muitas outras atividades. Mas em Salto de Pirapora as diversas praças oferecem uma alternativa fantástica para as famílias, as quadras espalhadas pela cidade oferecem a oportunidade de jogar futebol, no calçadão além de pescar podemos também soltar pipa, e quem sabe ainda pescar. O que se tem que perceber e que para uma boa diversão em família não precisamos procurar sempre as novidades, existem brincadeiras que são uma ótima opção para todos, e os pais podem além de lembrar o tempo de criança podem ensinar diversas maneiras de diversão para os filhos.

Os espaços de lazer para as famílias em Salto de Pirapora existem e não são poucos, e como já comentado são de graça. Basta lembrar que diversão pode ser de maneira simples.

Os que não têm filhos podem se divertir nas quadras de esporte espalhadas pela cidade e não são poucas, praticamente em todos os bairros tem um desses espaços. Os que não gostam de esportes ou ainda os que não querem podem se divertir um pouco no centro, típicas em cidades pequenas as praça são um bom lugar para passar bons momentos com os amigos. E é ainda um ambiente adequado para um namoro ou para os solteiros conhecerem pessoas interessantes.

Enfim Salto de Pirapora é uma cidade pequena e nos dá a chance de preservar bons valores, como a diversão em família, e atividades prazerosas que não requerem muitos gostos por parte de quem necessita de uma boa dose de distração. Moramos sim em uma cidade pequena e devemos aproveitar tudo o que possuímos aqui, pois temos o que boa parte da população mundial deseja espaços verdes que circulam a cidade, espaços onde as famílias e amigos possam se encontrar para mementos que fortaleçam as relações. Temos que agradecer muito por ainda possuirmos ambientes que nos fazem bem, sem ser necessário nos deslocar quilômetros e gastar para que possamos esquecer um pouco dos compromissos diários.

Bottom