Aos Olhos de Um Estrangeiro – A Violência

novembro 13, 2012 por  

Professor HansInfelizmente, não passa um dia, um jornal na televisão, ou um jornal ou revista, sem novidades sobre ataques de policia pelos bandidos, seqüestros, e guerra entre policia e traficantes. Isso parece um problema sem solução. E claro, há criminalidade e violência em todos os países. Mas Brasil está no topo dos países mais violentos e criminosos.

Na minha opinião existem algumas causas por isso; entre demais:

1. Injustiça social. Enormes diferenças de propriedade e renda entre pobres e ricos. Compare o salário mínimo com os salários e demais ganhos dos deputados, senadores e outros políticas.

Também há grandes diferenças de poder: políticas, policiais, militares, funcionários públicos, são protegidos demais pela lei e o povo simples não pode reclamar, protestar ou falar mais alto para eles, têm que ficar calado. O prefeito de São Paulo deu um mal exemplo. Em alguns países do primeiro mundo este comportamento causaria demissão do prefeito.

2. Corrupção. Não só a corrupção grande, que também está todos os dias presente na televisão e nos jornais. Mas a corrupção pequena, o “jeitinho brasileiro”. Políticas que cobram favores ao povo. Policiais que ajudam traficantes. Todos os dias na televisão. Essas coisas causam revolta no povo e algumas pessoas na beira da comunidade se justificam com estes fatos para roubar, seqüestrar, e até atacar e matar políticas e policiais.

3. Sistema jurídico e penitenciário.  O sistema de fiscalizar, julgar, multar, castigar, e reabilitar, precisa muito melhorar. Um julgamento 2 ou 3 anos depois o crime, já perdeu totalmente o efeito educacional; o castigo se torna somente inconveniente e causa revolta.

Violência - Salto de PiraporaTambém a proteção que a lei provê para menores. Se  “menores” cometem crimes como adultos (e as vezes pior), eles têm que ser julgados e punidos como adultos. Seqüestrar e matar crianças, por exemplo, punir com máximo 3 anos porque o criminoso tem um pouquinho menos de 18 anos parece muito injustiça e causa insatisfação e revolta no meio do população.

E então nas cadeias. As cadeias são uma criação de criminosos. Ninguém volta melhor de cadeia do que ele entrou lá. Em um lado as vantagens para pessoas com educação escolar de terceiro grau. No outro lado a superlotação das cadeias para o povo sem terceiro grau. Eu achei que a lei (e as conseqüências) seria igual para todos as pessoas, cidadões ou bandidos, independente sua educação escolar. Para evitar esta desigualdade e as situações desumanas nas cadeias pode ser implementado ou estendido o sistema de penitências alternativas: trabalho para a comunidade, sociedade ou humanidade em lugar de castigo na cadeia. Mas bem controlado e fiscalizado, sem privilégios ou pequena corrupção. Cárcere é na casa e não na rua ou no bar; e se não: volta para a cadeia.

Com muito mais penitências alternativas a justiça precisa de menos cadeias e as condições dentro das cadeias podem melhorar. Com certeza com melhores resultados e mais criminosos que se reabilitam e se tornam bons cidadãos.

4. Proteção familiar. Os laços da família são muito fortes no Brasil. Ultimamente a televisão mostrou alguns casos sobre pais que denunciaram um filho ou ajudaram a justiça para prender o filho que cometeu um crime. E a comunidade é a vitima com mais criminosos e prejuízo para pessoas inocentes e para a moralidade em geral.

Hans van Denderen,

professor particular de Inglês, Holandês e Alemão.

e-mail: hansbrasil@globo.com

http://professorhans.com.br

Comentários

Deixe uma resposta...




Bottom