Dicas de Culinária(com Andressa)

junho 3, 2013 por · Deixar uma resposta 

APROVEITAMENTO INTEGRAL DOS ALIMENTOS

Cascas, sementes e talos podem ser muito ricos em vitaminas e nutrientes.

As cascas dos legumes e das frutas, as sementes e os talos, são sempre deixados de lado e vão, geralmente, para o lixo. Mas é perfeitamente possível fazer refeições inteiras, criativas e nutritivas, com essas partes. Da couve-flor, por exemplo, usamos da folha ao fruto; e, com a casca de banana, fazemos bife e doces. Só a coroa do abacaxi que não usamos. Mas a casca dá. É possível fazer cocada, doces e bolos.

Sabe a semente de abóbora ou de melancia que é jogada fora? Pode se transformar numa curiosa paçoca; já a casca de jabuticaba com água de coco vira um suco bastante nutritivo; e a folha da couve-flor, que é jogada fora por muitas cozinheiras e cozinheiros, pode servir como recheio para esfirras. É possível fazer desde patês de talos como, brigadeiro de casca de banana, sopa de casca de abóbora, canapé de banana da terra com casca, sucos de casca de abacaxi com hortelã, entre outras coisas.

Em muitos casos, os itens que descartamos possuem um valor nutricional maior do que a própria polpa. A casca da banana, por exemplo, possui três vezes mais vitamina C se comparada com a banana em si, e tem duas vezes mais potássio. Já a casca do abacaxi tem nove vezes mais fibras e duas vezes mais vitamina C do que a polpa. No caso da abóbora, a semente tem 28 vezes mais fibras que a polpa.

É importante salientar que uma mudança de cultura é necessária para que a diminuição de desperdício seja possível através da utilização destas partes ditas não convencionais. Os responsáveis pela alimentação nas casas brasileiras precisam primeiramente acreditar que estas partes são comestíveis, testá-las e incluí-las na alimentação diariamente.

 

CANTO CULINÁRIO – Comida Japonesa Do Primeiro Mundo

maio 17, 2013 por · Deixar uma resposta 

Roberto 'Beto' Hataba

Hoje acordei ‘atacado’ de vontade para comer um sashimi de salmão. Infelizmente, a peixaria onde costumo comprar estava totalmente sem (e não foi a primeira vez que fiquei na vontade por isso) mas soube de um rapaz na cidade que está fazendo pratos japoneses em casa e resolvi experimentar.

Para quem não sabe, sashimi é só o filé do peixe cru, sem arroz e outras coisas como tem no sushi.

Liguei para o ‘Beto’ e encomendei uma bandeja de sashimi de salmão. Ele faz de tilápia também, e prepara outros pratos japonesas por encomenda além de só o sashimi. O que você talvez não saiba sobre o Beto é que ele morou muitos anos no Japão e na Suiça trabalhando em restaurantes japoneses, aqueles bem finos mesmo. Então a qualidade do prato não ia deixar dúvida – é bom, MUITO bom.

Veja só esta foto de como a bandeja chegou para mim

PONTOS POSITIVOS

Aparência

A aparência me supreendeu bastante. A própria bandeja parecia um barquinho, e tinha enfeites de flores. O tempero wassabi estava em forma de folha, tão lindo que deu dó de mexer nele. O pepino que foi picado para acompanhar o peixe foi usado também como uma base para o wassabi.  Tudo dentro da bandeja tinha sido cuidadosamente posto para destacar o visual, mostrando a mão de quem sabe o que faz e valoriza cada consumidor – pois foi apenas a minha bandeja que tinha aqui em casa. 

Qualidade de Gosto

O sashimi já foi culpado de dar dor na barriga em muita gente, pois existe lugar que serve peixe nada fresco.  O Beto me ofereceu um peixe fresco – sem vestígios de qualquer dano ou velhice.  Os temperos estavam muito bons e bem separadinhos para que nada se misturasse. Nem sei o nome de tudo que tinha no prato mas ficou uma delícia no shoyo com tudo misturado.

Preço

Nada para reclamar do preço. Este prato custou R$15,00, e fiquei bem contente com isso. Este mesmíssimo prato servido de forma igual em um restaurante japonês iria custar provavelmente o dobro (pelo menos). Ficou super barato pela qualidade e foi até divertido para comer.

PONTOS NEGATIVOS

Olha, não tenho nada do que reclamar. Se me forçasse a escolher algo para melhorar (como sugestão), seria para ter a opção de gengibre como tempero também, ou no lugar do wassabi, que é bem forte e nem todos gostam.  Eu até consegui comer tudo com o hashi (os pauzinhos) que foram incluidos e nem mando muito bem nessa técnica.

Comida Japonesa

CONCLUSÃO

Prato aprovadíssimo. Certamente irei pedir mais vezes.

O Beto aceita encomendas nos finais de semana, basta dar uma ligada para pedir:

Encomendar um prato japonês do primeiro mundo:

(15) 3292-2792

Bottom